Em uma empresa, não basta ter as melhores tecnologias, é preciso investir também em um outro recurso importante, mas pouco lembrado: o capital humano. De fato, são as pessoas que fazem uma organização funcionar e progredir. Dar atenção à gestão de pessoas na logística pode melhorar os resultados da área e até contribuir para o crescimento do negócio.

Assim, mesmo que o setor tenha muitas atividades operacionais, há ações que precisam de pensamento estratégico e engajamento dos funcionários, como o relacionamento com os fornecedores, planejamento de entregas e até verificação do estoque. Dessa forma, não se deve subestimar a importância da gestão de pessoas na prática logística.

Quer melhorar a gestão de pessoas na logística da sua empresa? Então, continue lendo! Vamos dar algumas dicas para você aplicar na sua organização e desenvolver o capital humano do setor. Confira!

Faça treinamento dos funcionários

Treinar colaboradores é uma das ações mais importantes da gestão de pessoas. Além de ser uma ação que valoriza o funcionário, a capacitação fornece preparação para que os colaboradores exerçam suas tarefas. Assim, as pessoas não só prestam um serviço melhor como também ficam mais motivadas.

É necessário fornecer treinamentos para que os novos funcionários se ambientem aos processos da empresa, mas também é importante oferecer capacitações periódicas para atualização e desenvolvimento dos colaboradores. A escolha do tema do curso ou oficina deve ser feita de acordo com os objetivos e as necessidades da organização, mas é interessante variar entre treinamentos técnicos e estratégicos.

Estabeleça metas factíveis

Metas ajudam o colaborador a perceber a importância do seu trabalho para a empresa, servem para motivar e ainda fazem com que a pessoa busque se superar sempre. No entanto, elas precisam ser factíveis e alinhadas às estratégias do negócio. Metas impossíveis só vão deixar o funcionário mais frustrado e ter um efeito reverso sobre a produtividade.

Desse modo, o melhor é trabalhar com metas desafiadoras, mas atingíveis. Assim, os funcionários não se sentirão sobrecarregados, apenas motivados. Além disso, é importante que as metas individuais e da equipe sejam bem definidas, e que o gestor crie um planejamento junto com o time para que esses objetivos sejam alcançados.

Motive a equipe

Muitos estudos mostram que a motivação é um fator chave para a melhoria da produtividade. Portanto, se quer ver mais rapidez e qualidade nas atividades executadas na logística, o gestor não pode deixar de lado as ações de engajamento dos funcionários.

Existem diversas maneiras de motivar a equipe, como recompensas financeiras, reconhecimento, atividades de aprimoramento, concessão de benefícios, dentre outros. No entanto, uma pesquisa da Walk and Talk mostrou que as experiências aprendidas são consideradas como o maior fator de motivação no trabalho  — ou seja, as pessoas gostam de se sentirem desafiadas e de enfrentar o novo.

Recompense adequadamente

Mesmo que não seja nem o único nem o principal fator de motivação, a compensação financeira pelo esforço das equipes também é relevante, pois mostra que a empresa se importa com a qualidade de vida dos funcionários e está disposta a dividir o seu sucesso com eles.

Dessa maneira, ainda que as atividades da logística não estejam diretamente ligadas às vendas, vale a pena pensar em formas de premiação para quem tiver bons resultados ou uma performance de destaque, como uma porcentagem nos lucros ou bônus. No entanto, reflita também em formas de recompensar que não envolvam dinheiro, como reconhecimento diante dos colegas ou flexibilização da jornada.

Dê autonomia aos colaboradores

O gestor precisa acompanhar o cumprimento das metas e se disponibilizar para ajudar quando for necessário, mas é essencial evitar o microgerenciamento — ou seja, envolver-se demais e cobrar tudo nos mínimos detalhes. Afinal, ninguém gosta de se sentir pressionado o tempo inteiro.

Por isso, dê espaço para que cada um faça suas tarefas e sinta autonomia para tomar decisões sobre suas próprias atividades. Com isso, você evita a alienação dos colaboradores e os deixa mais preparados para pensar em soluções para os desafios da rotina de trabalho.

Promova o diálogo

Outra ação que o gestor deve priorizar é a manutenção de um canal de comunicação aberto com a equipe. Além de deixar os funcionários informados sobre o que acontece na empresa e fornecer feedbacks sobre o trabalho, é importante ter um espaço para que os colaboradores façam suas reivindicações e sugestões.

A comunicação na empresa pode se dar de diversas formas: e-mail, newsletter, rede social corporativa, intranet, aplicativos, reuniões presenciais, dentre outros. Nesse contexto, é importante variar os canais de comunicação para garantir que todos estejam bem informados e sejam ouvidos.

Incentive a liderança

Não só a autonomia deve ser incentivada como também a liderança. Se você percebe que algum funcionário tem talento para orientar e inspirar pessoas, forneça capacitações e estimule essa competência. É melhor encorajar e dar uma base para que aquela pessoa cresça na sua empresa do que ela ir para a concorrência por não ter melhores oportunidades.

Análises de perfil comportamental e avaliações de desempenho são úteis para identificar colaboradores que tenham potencial de liderança. Além de conhecimento gerencial, um bom líder tem habilidades, como empatia, resiliência e tomada de decisão.

Aprimore a qualidade de vida

Lembre-se que as pessoas precisam se sentir bem para realizar suas atividades de maneira produtiva. Por isso, o gestor deve implantar ações que visem a melhoria do ambiente do trabalho e também o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos funcionários.

Há empresas que oferecem ginástica laboral, por exemplo, ou outras atividades que tenham como objetivo diminuir o estresse, praticar exercícios ou buscar uma alimentação mais saudável. Tudo isso ajuda as pessoas a se sentirem melhor, diminuindo os conflitos e os erros no trabalho.

Por fim, uma boa gestão de pessoas na logística traz diversos benefícios para a empresa, já que a motivação melhora da produtividade e a vontade do funcionário continuar na organização. Assim, ao investir na área, o gestor consegue maior satisfação dos colaboradores, aumenta a produtividade do setor e ainda retém talentos.

Então, gostou das nossas dicas? Aproveite e compartilhe este artigo nas suas redes sociais!