Os compradores de caminhões emplacaram 4.594 unidades em janeiro deste ano. O resultado é 56% superior ao do mesmo período de 2017 (2.940 veículos pesados de carga), um dos piores da história do setor, considerando os últimos 20 anos. Os dados foram divulgados pela Fenabrave (federação que representa as revendedoras de veículos) a partir de informações fornecidas pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). Do total do volume de licenciamento, a participação das marcas ficou da seguinte forma:

Apenas uma unidade (0,02% do total do mercado). Será que alguém conhece quem comprou? Vale esclarece que, para o Denatran, o HR é uma camionete, portanto, não entra nas estatísticas de caminhões.