Entenda o que é logística reversa e como ela funciona!

logistica-reversa

A logística reversa é um procedimento que permite o cliente retornar à empresa uma mercadoria ou uma embalagem após o consumo, de modo que o fabricante realize o reaproveitamento ou descarte correto.

Essa atividade é extremamente compatível com a preocupação da sociedade e das marcas em relação à consciência ambiental. Enquanto os serviços logísticos permitem que produtos sejam enviados aos compradores, a logística reversa cuida dos resíduos pós-consumo.

Existem mercadorias sabidamente nocivas à natureza e ao bem-estar humano e animal. Logo, conhecer e implementar esse tipo de procedimento é essencial para que todos saiam ganhando. Veja como a logística funciona!

Como nasceu a logística reversa?

A constituição brasileira prescreveu sobre a logística reversa em 2010, em sua Lei 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Em seu artigo 3, é possível compreender que ela atua de forma socioeconômica por meio de procedimentos destinados à viabilização da coleta e ao retorno de resíduos sólidos à área empresarial, de modo a reaproveitá-los ou oferecer uma outra destinação adequada.

A definição desse tipo de logística tem tudo a ver com o transporte de cargas, pois tem relação direta com a primeira etapa do pós-consumo, que é retornar resíduos reutilizáveis para o ciclo produtivo e evitar a extração exagerada de recursos naturais.

Quais são as principais características e as vantagens desse processo?

A logística reversa apresenta diversas características e vantagens para as empresas em geral. Conheça todas elas.

Rentabilidade

Esse programa tem o poder de aumentar a rentabilidade do negócio e agregar valor aos itens do catálogo e à cadeia de suprimentos, o que eleva as chances de fidelização e posicionamento de mercado. Esse cenário também favorece a otimização do uso de materiais e a redução de custos, garantindo o equilíbrio financeiro do negócio. Sem falar que, quando a instituição conhece e segue os critérios de trocas e devoluções, ela gasta menos recursos (tempo e dinheiro) para solucionar as ocorrências.

Novos produtos

A logística reversa estimula a criação de produtos e embalagens recicláveis, diminuindo a geração de lixo. Assim, é possível adotar procedimentos mais limpos, que otimizam a reutilização e a criação de mercadorias e envoltórios (caixas, embrulhos etc.).

Comunicação com o cliente

Informar as ações adotadas pela companhia no ramo da logística reversa e divulgar o destino dos resíduos fortalece a reputação da marca em relação aos consumidores e ao meio ambiente. A companhia pode lançar campanhas de marketing para transmitir essas informações e conscientizar os clientes, por exemplo.

Aumento da demanda

Com as divulgações, é possível receber mais demandas por parte do público consumidor, além de diminuir reclamações relacionadas à devolução de produtos. Como efeito positivo, sua empresa tem a chance de expandir as vendas e ampliar o alcance de mercado.

Público consciente

A logística reversa educa os clientes para a prática ecológica e para a escolha de mercadorias ecologicamente corretas, potencializando a responsabilidade deles em ações como coleta seletiva, separação e descarte de resíduos reutilizáveis.

Vantagem legal

Com as leis ambientais, muitas companhias, inclusive transportadoras de carga, têm sofrido fiscalizações e são forçadas a se adequarem à sustentabilidade corporativa. Nesse sentido, os recursos investidos em logística reversa, além do retorno ecossistêmico, impedem a ocorrência de penalidades, gerando vantagem legal.

Como garantir a eficiência da logística reversa?

Veja o passo a passo para implementar essa prática na sua empresa com eficiência.

Estabeleça uma política de trocas e devoluções

Para a devolução de mercadorias, o Código de Defesa do Consumidor determina situações em que é obrigatório aceitar produtos por parte da empresa. Esse é um retorno pré-consumo, no qual são identificadas avarias por parte do cliente.

Entretanto, no que se refere à logística reversa, sua instituição pode definir sua própria política de trocas e devoluções para atender às demandas relacionadas ao conceito sustentável. Aqui, é preciso definir todos os preceitos que devem ser seguidos pelas partes envolvidas. É importante descrever como esses métodos serão executados em relação aos fretes, aos documentos fiscais e à destinação dos produtos dentro ou fora da empresa.

Capacite sua equipe

O próximo passo é treinar a equipe envolvida com a logística reversa. Essa demanda é fundamental, já que o time lidará com o público consumidor e precisa compreender o que precisa ser feito, quais situações devem ou não aceitar devoluções, e como agir a partir daí.

Os profissionais devem ter conhecimento e autonomia para lidar com possíveis reclamações de clientes, buscando soluções para reverter experiências negativas.

Ofereça atendimento eficiente e instantâneo

A era digital chegou para ficar. Por isso, é necessário que seu negócio tenha condições de atender as pessoas em diversos canais de contato. Grande parte da clientela gosta de entrar em contato via aplicativo de mensagem instantânea, e-mail e redes sociais, pois acha mais conveniente.

Busque estruturar um suporte que funcione de forma integrada para suprir necessidades e tirar dúvidas do seu público sobre as condutas de logística reversa e as políticas de trocas e devoluções. Para responder questionamentos frequentes, os chatbots ajudam muito, pois oferecem respostas imediatas e reduzem custos com pessoal.

Informe seu cliente

É inútil lançar um programa de logística reversa sem divulgá-lo de acordo. Para isso, use os canais oficiais da sua empresa para disseminar a novidade. Fortaleça a comunicação desse projeto e use isso para valorizar a sua marca perante o mercado.

Tenha um protocolo de retorno de materiais

Estabeleça um protocolo que deve ser seguido ao receber os materiais, independentemente das suas características. Quais veículos da frota serão usados para fazer coletas? Que setor deve receber? Qual o destino de cada item? Existem procedimentos a serem realizados antes do reuso, reciclagem ou descarte? Esse relatório deve estar bastante claro para todas as equipes envolvidas.

Tenha controle financeiro e de estoque

A implantação da logística reversa só será benéfica com redução de custos, aprimoramento de processos e se for feita uma gestão rigorosa de entradas e saídas de produtos. Esse controle é de grande importância para não perder informações que possam prejudicar os resultados financeiros do negócio.

Utilize um sistema de gestão integrado

Para aprimorar essa atividade sustentável, invista em um sistema de gestão integrada. Com um sistema ERP, por exemplo, é possível ter uma visão panorâmica dos processos e do ciclo das mercadorias — desde compras, circulação de insumos, fluxo de caixa, emissão de notas, itens coletados, produtos reutilizados, indicativos de destinação correta e muito mais.

Como visto, a logística reversa é uma atividade essencial para a empresa economizar, ganhar reconhecimento, conscientizar os consumidores e preservar o meio ambiente. Para aplicá-la, basta colocar as recomendações mencionadas em prática na sua empresa. Seja sustentável e ganhe reconhecimento mercadológico no seu segmento logístico.

E então, o que achou do conteúdo? Ficou com dúvidas ou deseja complementar algo? Utilize o campo de comentários abaixo!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on email