Redução de custos logísticos: 6 boas práticas para você adotar

reducao-custos-logisticos

Toda empresa conta com gastos fixos e imprevistos. Para minimizá-los e gerar mais lucratividade, é fundamental estruturar uma política de redução de custos logísticos. Ela será responsável por ajudar times a cortar gastos de maneira inteligente e assim manter a qualidade dos serviços prestados.

Caso você tenha dúvidas sobre como otimizar as suas rotinas e reduzir custos logísticos, veja os passos que podem ser tomados para melhorar os gastos do negócio e se manter competitivo!

Por que é importante ter cuidado com os custos logísticos?

A área de logística é um setor que conta com custos que podem ser afetados por vários fatores. Desperdícios, incidentes e trocas não programas de equipamentos são alguns deles. Juntos, eles contribuem para reduzir os lucros do negócio e dificultar a ação de gestores em momentos de crise.

Nesse contexto, investir em práticas que garantam a redução de custos logísticos é fundamental. Elas contribuem para otimizar os fluxos de trabalho e ampliar a qualidade dos serviços prestados.

Em outras palavras, cuidar da gestão de gastos da empresa é ampliar a sua competitividade, os seus lucros e o espaço orçamentário para novos investimentos estratégicos. Afinal de contas, a empresa terá uma infraestrutura muito mais eficiente para executar as suas rotinas de transporte de produtos.

Quais são os custos de logística que merecem atenção?

Para fazer uma boa gestão de custos de logística, é fundamental entender os que mais afetam os lucros da empresa. Confira a seguir os que devem ser objeto de atenção na hora de adotar práticas que levam à redução!

1. Manutenção de veículos

É um processo contínuo para quem trabalha com logística. Ela prolonga a vida útil de equipamentos e aumenta a sua performance. Porém, quando mal gerenciada, a empresa passa a gastar mais do que deveria com a troca de peças. Além disso, precisará realizar rotinas de reparo não programadas com maior frequência.

2. Acidentes

Por mais eficiente que sejam as rotinas de prevenção e treinamento de equipes, acidentes sempre acontecem no setor de logística. Para minimizar os impactos, muitos negócios implementam práticas de prevenção e gerenciamento de riscos. Junto aos seguros, essas atividades garantem que o efeito de incidentes sempre será o menor possível.

3. Trocas de peças não programadas

As trocas de peças não programadas muitas vezes exigem a compra rápida de equipamentos e peças de reposição. Isso é um problema grande para quem quer reduzir gastos. Afinal de contas, a empresa terá que adquirir produtos que muitas vezes estarão custando mais do que o necessário.

4. Desperdício de recursos

Isso pode atingir toda a cadeia de uma empresa. Ele envolve, por exemplo, atividades como a direção de veículos de baixa qualidade (que causam excesso de consumo de combustível e de pneus). Minimizar esse fator, portanto, é colocar a empresa em um novo padrão de qualidade operacional.

Como reduzir os custos logísticos?

Para garantir que o negócio tenha uma cultura focada na redução de custos logísticos, os times podem implementar várias estratégias. Independentemente da que for escolhida, a empresa deve adaptar as medidas de acordo com o seu perfil e as suas metas. Confira a seguir as mais eficientes!

1. Mapeie os custos

O mapeamento de custos ajuda o negócio a identificar onde há desperdícios. Desse modo, as ações de redução de gastos podem ser feitas com mais precisão e qualidade. Além disso, essa é uma medida que ajuda o gestor a identificar o que pode ser feito a médio e longo prazo em termos de projetos internos e novos investimentos.

2. Estruture uma rotina de manutenção preventiva

A manutenção preventiva é uma das melhores estratégias para quem quer reduzir gastos com logística. Essa atividade é focada em ajustar peças e equipamentos com foco em longevidade. Assim, os times podem ampliar a vida útil dos equipamentos e sempre realizar a troca de equipamentos no melhor momento.

3. Capacite a equipe

A capacitação das equipes ajuda a empresa a disseminar boas práticas de gestão. Ao mesmo tempo, mantém times mais engajados: quando há uma cultura de disseminação de boas práticas, os profissionais se sentem mais conectados aos objetivos e às metas do negócio.

4. Automatize rotinas

A automatização de rotinas é uma das melhores formas de cortar gastos em qualquer empresa. No setor de logística, ela contribui para aumentar a produtividade, evitar erros e situações que levam a desperdícios. Ela pode ser feita com o apoio de sistemas de gestão e da Internet das Coisas.

5. Tenha um sistema de gestão

Os sistemas de gestão são os melhores para quem quer reduzir gastos com logística. Eles centralizam informações e ajudam as equipes a entender melhor os fluxos de trabalho. Desse modo, as ações de corte de gastos se tornam mais efetivas, e os times conseguirão estruturar soluções de maneira mais inovadora.

Fique atento. Indicadores devem ser moldados de acordo com o perfil do negócio e as suas demandas. Isso os tornará mais efetivos e capazes de traduzir com qualidade a realidade da empresa no momento em que melhorias forem realizadas.

6. Implemente indicadores de qualidade

Os indicadores de qualidade são fundamentais para uma boa política de gestão. Eles fornecem dados abrangentes e precisos sobre todas as rotinas da empresa. Assim, os gestores entendem o impacto que as suas decisões terão nos custos de logística e, ao mesmo tempo, cortam gastos de modo efetivo.

Toda empresa busca formas de garantir que os seus fluxos de trabalho tenham mais competitividade. Nesse sentido, investir em boas práticas de gestão é crucial. Afinal de contas, isso permite ao negócio atacar as áreas com desperdícios e maximizar a sua performance sem comprometer a qualidade das suas operações.

Para garantir a redução de custos logísticos, a empresa deve otimizar a sua cadeia produtiva, treinar equipes e atualizar equipamentos com planejamento estratégico. Se bem feito, esse trabalho tornará o orçamento mais preciso e alinhado às demandas. Por isso, não deixe de utilizar as dicas que trouxemos neste texto!

Para fazer uma boa gestão de custos, é importante seguir as melhores práticas do mercado. Conheça quais são elas em nosso blog!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on email