Você já parou para pensar no quanto a falta de ergonomia para motoristas afeta o desempenho da empresa, principalmente devido a afastamentos?

Os profissionais estão, cada vez mais, pensando na qualidade de vida do motorista e uma das reclamações mais comuns de quem dirige por muito tempo é o desgaste físico que pode levar a lesões. A boa notícia é que isso pode ser evitado com algumas práticas bem simples.

Você sabe quais? Então, continue com a gente e veja 9 dicas para melhorar a ergonomia para motoristas, evitando a perda de eficiência e aumentando a qualidade de vida dos trabalhadores!

1. Alinhar corretamente o banco

Quando você entra em seu carro, lembra-se de alinhar corretamente os bancos e deixá-los na posição ideal? Quase sempre esquecemos, não é mesmo? É bem provável que isso também aconteça com os motoristas da frota e, para piorar, eles costumam passar muito mais tempo dirigindo.

Ao entrar em um veículo, é fundamental alinhar os bancos em uma posição em que os braços fiquem relaxados e exijam menos na hora de manobrar. O ângulo do encosto também é importante. Ele deve ficar entre 100 e 120 graus, nunca deitado ou reto demais.

2. Ter um apoio para o braço

Por falar em braços, eles costumam sofrer bastante em viagens mais longas. Quando estão muito esticados ou elevados por algum tempo, as dores quase sempre tendem a ser um problema. Muitos tipos de caminhão são preparados para isso e trazem apoios para os membros. Contudo, não são todos eles.

Porém, é possível adquirir um apoio de braços para basicamente qualquer tipo de caminhão e isso faz muita diferença. Os cotovelos devem ficar levemente curvados e nunca pendurados por muito tempo, o que é praticamente impossível sem o equipamento.

3. Tirar pausas durante o dia e alongar-se

Outro detalhe que muitos esquecem e que faz parte de uma boa gestão de pessoas é programar pequenas pausas para descanso e alongamento. Você já ficou com dores nas costas por ficar muito tempo sentado em um escritório ou dirigindo? Agora, imagine o que acontece com um motorista de caminhão!

A melhor maneira de evitar isso é programar algumas pausas para o alongamento de pernas, braços e coluna. Não precisa ser muito, cerca de 5 minutos a cada hora já resolve. Pode até parecer perda de tempo, mas um funcionário com dor nas costas afeta bastante o desempenho da empresa.

4. Manter os calcanhares apoiados no assoalho do veículo

Apesar dos aceleradores dos caminhões atuais serem bem mais confortáveis que os de antigamente, ficar com o pé sem um apoio e por muito tempo na mesma posição pode ser bastante prejudicial, principalmente em regiões como os tornozelos, panturrilha e joelhos.

Uma das formas de evitar que isso aconteça é manter os calcanhares apoiados no assoalho do veículo. Aliás, com as tecnologias do câmbio sequencial e controle de cruzeiro, essa tarefa fica até mais fácil. Se o motorista da frota reclamar de dores nas pernas, passe essa informação para ele e cobre o uso dessa técnica.

5. Respeitar os limites do corpo

Porém, um dos itens relativos à ergonomia para motoristas que mais costuma trazer problemas é não respeitar os limites do corpo. Aliás, um dos pontos principais sobre a direção defensiva é ter plenas condições para dirigir. Como fazer isso com dores ou cansaço extremo?

Nosso corpo não foi feito para sentir dor e, caso isso aconteça, é muito provável que estejamos indo além do limite e forçando uma situação. Problemas nas costas, por exemplo, tendem a ser causados por excesso de tempo na mesma posição, sobrepeso e falta de exercícios. Estimule seus motoristas a conhecerem suas limitações e a prática de hábitos saudáveis.

6. Deixar os ombros relaxados e na mesma altura

Quando passamos dos limites do corpo, um dos primeiros sinais de que algo está errado são dores de tensão nos ombros. Alguém reclamou desse tipo de sintoma? Bom, o primeiro passo é verificar se a carga de trabalho não está elevada demais. O segundo é ter atenção à postura.

Ao dirigir, é preciso que os ombros fiquem relaxados e sempre na mesma altura. O que isso quer dizer? Sabe quando às vezes ficamos apoiados apenas em um dos braços, levemente curvados para um lado? Isso faz com que nosso peso seja mal distribuído, causando dores e lesões.

7. Manter a postura correta

E por falar em postura, será que os condutores estão sentados de forma correta durante as viagens? Esse é outro dos problemas relativos à ergonomia para motoristas que costuma trazer perda de desempenho e afastamentos. Como dissemos, o banco não pode ficar muito inclinado ou reto demais.

Mas não é só isso! O volante tem de ficar a uma distância adequada, além dos pedais. As pernas precisam estar levemente curvadas, bem como os braços. Além disso, um apoio para a cabeça é fundamental para não trazer lesões à região cervical. Ou seja, o estado dos bancos afeta diretamente a postura ao dirigir.

8. Ajustar a estatura do cinto de segurança

Mas, existe outro item que poucos prestam atenção e que, além de prejudicar a ergonomia para motoristas quando mal ajustado, pode trazer ricos a segurança do caminhoneiro. Estamos falando do cinto de segurança. Sabia que é preciso fazer o ajuste correto, baseado na estatura do motorista?

Isso é muito importante, pois, se não for feito, é provável que o cinto de segurança force o motorista a tomar uma postura incorreta, ou seja, ficando torto no banco e prejudicando todas as dicas que demos até agora. Oriente seus funcionários a sempre fazerem o ajuste.

9. Ter atenção à posição das mãos durante as trocas

Nossa última dica também é pouco percebida por muitos e afeta bastante a ergonomia para motoristas. Ao posicionar o banco, é fundamental ter atenção em relação à distância dos braços e a alavanca de câmbio. Se ficar muito longe, com o trocar das marchas, é possível que comecem a surgir algumas dores.

É importante ressaltar que boas práticas adotadas pelo condutor tem total influência sobre o desempenho. Contudo, os fatores relacionados ao veículo — por exemplo, tamanho da cabine e posição dos instrumentos, como mencionamos no último tópico — contribuem para melhor ergonomia do motorista.

A ergonomia para motoristas é fundamental para manter a saúde dos caminhoneiros e o desempenho da empresa e, como você viu, muitas das dicas são bem simples de serem seguidas. Passe tudo o que aprendeu hoje aos condutores e veja como isso faz toda a diferença.

Se você gostou do que leu, aproveite para assinar nossa newsletter e receber notícias fresquinhas em seu e-mail!