O custo operacional de uma empresa está diretamente relacionado com o seu lucro. Justamente por isso há muitos gestores investindo em formas de otimizar os processos. De novas metodologias a investimentos em tecnologia, muitos são os caminhos que uma companhia pode adotar para aproveitar melhor os recursos existentes.

Para ajudar você a entender a importância do controle do custo operacional e como a empresa pode fazer essa atividade com mais cuidado, preparamos o post a seguir. Continue a leitura e veja como reduzir o nível de desperdício da sua empresa em seis passos!

Por que cuidar do custo operacional é importante?

Existem muitos fatores que contribuem positivamente ou negativamente para a lucratividade de uma empresa. A produtividade e sua habilidade de conquistar novos clientes são alguns. Há também o nível de inovação dos serviços, que facilita a busca por rotinas mais inteligentes e capazes de aproveitar melhor os recursos que a empresa tem.

Nesse cenário, o custo operacional é um fator que exerce grande influência na rentabilidade da empresa. Quando o negócio consegue aproveitar melhor os recursos, sobrará mais espaço para investimentos. Além disso, a realização de projetos será mais fácil de ser aprovada.

Isso criará um ciclo de aumento de competitividade no ambiente corporativo. O negócio como um todo terá meios para aumentar as receitas e ter mais competitividade. Tudo isso graças a uma cadeia operacional eficiente, flexível e livre de desperdícios.

Como gerenciar e reduzir o custo operacional no setor de logística?

Para criar uma infraestrutura operacional de baixo custo, profissionais que trabalham com logística podem escolher diferentes estratégias. Em conjunto, cada uma auxilia na otimização de um ponto do fluxo de trabalho e na eliminação de gastos operacionais. Veja a seguir alguns passos que podem ser tomados para ter maior controle sobre o custo operacional da sua cadeia de transportes!

1. Mantenha a manutenção de veículos e equipamentos em dia

A manutenção de veículos ajuda a diminuir o número de problemas que eles enfrentam, além de ampliar sua vida útil. Ela é composta por um conjunto de medidas que buscam verificar o estado de cada equipamento. Deste modo, é possível programar a troca de peças para que elas ocorram sempre no momento ideal, além de corrigir pequenas falhas antes que elas se tornem algo grave.

Um processo de manutenção preventiva, portanto, reduz gastos em duas frentes. O primeiro é por meio do aumento de vida útil dos equipamentos, que reduz a necessidade de sua troca. O outro é com a possibilidade de programar a reposição de peças com desgaste contínuo, o que facilita a compra com maior custo-benefício.

2. Adote a Internet das Coisas

A Internet das Coisas é uma ótima forma de monitorar o estado dos equipamentos e realizar processos para reduzir o custo operacional. Os sensores podem auxiliar o gestor a monitorar todos os aparelhos e veículos. Desse modo, o time conseguirá coletar informações úteis para identificar problemas, desperdícios e outros fatores que possam contribuir para diminuir a lucratividade da empresa.

Por isso sempre busque investir na Internet das Coisas para melhorar seu gerenciamento de gastos. Adote sensores, por exemplo, para identificar quais veículos consomem mais combustíveis. Assim, os processos gerenciais terão um direcionamento mais inteligente e capaz de minimizar gastos.

3. Revise procedimentos

Uma empresa de sucesso mantém seus procedimentos sempre em dia com o que há de mais moderno no mercado. Por isso, seus procedimentos devem ser revisados continuamente. Com isso, além de manter o negócio competitivo, o gestor poderá cortar gastos e melhorar a performance das equipes.

Diante disso, faça uma análise contínua das rotinas internas. Identifique o que pode ser otimizado e alinhado com novas tendências. Desta maneira, todos trabalharão com foco naquilo que consegue orientar as equipes conforme os resultados esperados pelos líderes.

4. Busque automatizar rotinas

A automatização de processos é muito importante para quem pretende reduzir custos. Saber manter os fluxos de trabalho integrados e sendo executados automaticamente permite diminuir erros e melhorar a produtividade. Desse modo, os times podem manter um foco maior na entrega de resultados e demandas.

Sempre que possível, portanto, faça a adoção de ferramentas que auxiliem a automatização do dia a dia da empresa. Com um bom sistema de gestão e a IoT, por exemplo, você torna a distribuição de mercadorias mais ágil e livre de erros. Como consequência, as equipes terão mais tempo direcionado para demandas críticas de clientes e parceiros comerciais.

5. Capacite a equipe

A capacitação da equipe também permite uma redução contínua dos gastos. A partir do momento que todos os profissionais são treinados, você poderá criar um nível uniforme de qualidade nos processos. Desta maneira, além de reduzir erros e gastos, os times poderão trabalhar mais alinhados com as necessidades dos clientes.

Um time bem capacitado, em outras palavras, executará as rotinas a partir de um padrão único de qualidade. Desta maneira, o gestor terá a certeza de que prazos serão cumpridos e o desperdício será o menor possível. Consequentemente, a competitividade da empresa e sua habilidade de realizar vendas aumentará.

6. Tenha uma rotina de comunicação inteligente

O meio como dados circulam no ambiente corporativo também influencia os gastos. Falhas na comunicação de equipes podem gerar erros e retrabalhos. Como consequência, há atrasos no fluxo de trabalho e maior gasto com recursos operacionais.

Por isso, sempre invista em soluções que tornem a comunicação entre times mais eficiente. As soluções devem ser pensadas conforme as demandas do negócio e os fluxos trabalho existentes. Assim, motoristas, profissionais de gestão e colaboradores de outros conseguirão trabalhar utilizando os mesmos padrões de informação.

Como bons fornecedores ajudam a reduzir o custo operacional?

Para reduzir os custos operacionais, ter o apoio de bons fornecedores também é importante. Afinal, trabalhar com companhias adequadas traz mais espaço para a empresa diminuir gastos. Além disso, garante ao gestor o acesso às melhores oportunidades.

Podemos tomar como exemplo a aquisição de carrocerias para os veículos. A empresa deve buscar um parceiro que saiba construir equipamentos robustos e alinhados com as normas do mercado. Além disso, ele deve ter a flexibilidade para se adequar às suas demandas.

A Real Furgões, neste contexto, pode ser sua parceira. Temos um time de especialistas prontos para identificar a melhor carroceria para sua companhia. Assim, seja no transporte de cargas frias ou pesadas, você conseguirá reduzir o custo operacional até mesmo na hora de investir nas carrocerias dos seus veículos.

Quer saber mais sobre os nossos serviços? Então, fale com a gente!