A segurança para caminhoneiro é um tema muito amplo e que requer discussões sobre o papel desse profissional. Quando falamos de proteção, não estamos restritos somente aos aparatos do caminhão como cinto de segurança ou o seguro de vida em caso de acidentes e lesões.

Porém, esse é um desafio ainda mais grave que afeta o desempenho do setor logístico como um todo. Quando a gestão do processo é ineficiente, as perdas da produção são inevitáveis e o prejuízo afeta toda a cadeia de suprimentos.

Por isso, queremos que a sua empresa esteja preparada para preservar a saúde e a produtividade de seus profissionais. Continue com a leitura deste post e saiba quais cuidados devem ser implementados. Acompanhe!

A importância da segurança para caminhoneiro

É importante considerar fatores, como a saúde, a qualidade de vida e a segurança no ambiente de trabalho. Esse é o desejo de qualquer profissional, porém a criação dessa realidade pode ser desafiadora para os caminhoneiros.

Muitos acidentes de trânsito podem ser atribuídos à falta de sono do motorista. Com o intuito de concluir as entregas no menor tempo possível ou retornar para casa dirigindo com pressa, os profissionais não repousam com a frequência que deveriam.

Além do risco à vida, há a possibilidade de danificar tanto o caminhão como a carga, o que representa prejuízos para os fornecedores e para os clientes. Portanto, é fundamental tornar a atividade logística mais segura até mesmo quanto à ação de quadrilhas criminosas que expõem o motorista ao roubo de cargas.

Tais obstáculos podem ser solucionados com o desenvolvimento de estratégias preventivas e investimentos em segurança para caminhoneiros.

Os principais cuidados para a segurança do motorista

Melhorar a segurança na malha viária é um compromisso que os gestores logísticos devem assumir para preservar a própria operação. Assim, é importante cumprir a legislação de trânsito brasileira e não negligenciar o comportamento dos condutores.

1. Adote a manutenção periódica da frota

Como a frota é o principal instrumento de trabalho do motorista, cabe à transportadora garantir que esse equipamento se encontra em perfeitas condições de trafegar. A recomendação é a implementação de um programa de manutenção preventiva que tem o objetivo de:

  • prevenir que o veículo fique ocioso;
  • acompanhar o desgaste dos componentes;
  • evitar a incidência de danos durante o trajeto;
  • reduzir os custos com reparos emergenciais;
  • realizar a substituição de peças conforme a necessidade.

Além disso, a principal vantagem é a prevenção de acidentes decorrentes de falhas mecânicas que poderiam passar despercebidas caso não houvesse um controle rigoroso. Com isso, tanto a vida da motorista quanto o patrimônio da transportada têm maior proteção no trânsito.

2. Invista em sistemas de monitoramento veicular

A implementação de sistemas, como rastreador de frota, roteirizador e o do equipamento de telemetria possui dupla utilidade para o setor logístico. A primeira delas se refere à criação da rota mais eficiente para concluir as remessas aos destinatários. Isso quer dizer que o trajeto pode ser planejado para incluir as pausas para repouso e, mesmo assim, garantir a entrega dentro do prazo.

Já o acompanhamento de cada veículo por meio do rastreador previne a incidência de roubo de cargas, que é um dos principais riscos do transporte rodoviário. E a sua contribuição ainda ajuda na localização e recuperação do veículo e da carga em caso de necessidade.

Ainda com a integração da telemetria, o comportamento do caminhoneiro pode ser acompanhado para verificar o seu desempenho durante cada viagem.

Por outro lado, o segundo aspecto tem relação com o monitoramento do condutor para identificar desvios na rota, a velocidade mantida e a ocorrência de infrações de trânsito. Dessa forma, pode-se desenvolver treinamentos com foco para orientação sobre a conduta adequada de acordo com a cultura interna da transportadora.

3. Crie treinamentos frequentes

Existe uma ampla variedade de temas possíveis para a prática de treinamento da equipe de motoristas. Qualidade de vida e saúde no ambiente do trabalho, por exemplo, podem abordar a importância do repouso e os riscos da falta de sono para quem está dirigindo.

Também é possível orientar sobre os riscos de consumo de álcool e outras substâncias para se manterem acordados que afetam a percepção e resultam em acidentes. Esse é um aspecto que prejudica a saúde física e mental do condutor.

Os métodos de direção defensiva podem ser abordados para qualificar e atualizar os conhecimentos dos motoristas. Desse modo, pode-se desenvolver um senso de valorização da equipe e aprimorar ainda mais a sua experiência.

4. Incentive hábitos seguros

Acidentes de trânsito são uma realidade que assolam as estradas brasileiras, em especial para os motoristas que atuam com o transporte de cargas. Diversos fatores são considerados influenciadores dessa situação, tais como:

  • longas jornadas de trabalho;
  • falta de períodos de descanso;
  • ausência de fiscalização do trabalho.

Historicamente, as longas horas atrás do volante são um fator comum na profissão de motorista. A pressão por entregas mais ágeis, tanto por parte dos clientes como das transportadoras coloca o motorista em uma posição difícil.

Contudo, nos últimos anos a legislação trabalhista e as normas que regulam a profissão tentam corrigir esse problema. Assim, foram instituídas a realização de pausas durante o trajeto e apuração de folha de ponto para controlar as horas trabalhadas.

Embora, a intenção seja positiva ainda existem muitas formas de burlar a lei e continuar com essa prática que representa riscos para a saúde e para os demais usuários das vias públicas.

O papel do motorista para a sua segurança

Deixando o aspecto comercial de lado, existem diversas atitudes que o próprio condutor pode adotar para tornar a sua jornada de trabalho mais segura. Desse modo, a participação em ações como campanhas de conscientização e o controle da jornada de trabalho obtêm resultados significativos.

Da mesma forma, a redução do tráfego noturno e a sua substituição pelo período de sono ajudam a aumentar a segurança para caminhoneiro e prevenir problemas de saúde no futuro.

Você gostou do nosso conteúdo? Então, ajude a disseminar o conhecimento sobre a atividade logística e compartilhe este post nas redes sociais.