A logística é um processo de muita importância para qualquer negócio, sendo que as falhas cometidas nesse setor prejudicam a qualidade do serviço prestado. As empresas de transporte de cargas devem evitar alguns erros comuns e aperfeiçoar o andamento das atividades.

Uma gestão ineficiente prejudica os lucros, já que a satisfação dos clientes também é afetada. Portanto, todo o planejamento precisa ser feito com o objetivo de diminuir as falhas nos processos e visando a um serviço com mais qualidade.

Para facilitar essa adequação, traremos 7 erros que todo empreendimento de transporte de cargas deve evitar. Acompanhe a leitura e saiba como otimizar o seu serviço!

1. Ignorar o histórico de vendas e a previsão de demanda

Uma das estratégias para diminuir as falhas e os atrasos nas entregas de pedidos é a previsão de demanda. Desse modo, a equipe organiza a gestão dos pedidos e o estoque, facilitando o atendimento.

Para prever a demanda, a melhor maneira é analisar o histórico de vendas, o qual oferece informações importantes sobre a sazonalidade dos pedidos e a disponibilidade dos produtos. Além disso, é importante avaliar o mercado, considerando possíveis crises econômicas e outros aspectos que exerçam influência.

Datas comemorativas e grandes eventos também impactam o volume de vendas. Por isso, é fundamental estar preparado para essas alterações, visto que evita a queda na qualidade do serviço, os atrasos e, por consequência, reclamações dos consumidores.

2. Não cumprir os prazos de entrega

Uma das maiores decepções de um cliente é o atraso na entrega do produto que foi adquirido. Isso impacta a experiência e diminui as chances de ele voltar a fazer negócios com sua empresa. Portanto, é essencial manter as entregas dentro dos prazos estabelecidos. Para que isso aconteça, o planejamento das entregas deve ser eficaz, considerando todos os elementos que possam atrasar a entrega e prejudicar o negócio.

3. Desconsiderar os níveis de ociosidade

Outro cuidado que a empresa precisa ter é examinar o índice de ociosidade da frota. Esse é um problema que ocorre quando os veículos, por conta de falhas de gestão, não são utilizados como deveriam ou não dão o retorno esperado.

Nesses casos, os caminhões permanecem estacionados no pátio e fora de circulação por falta de um reparo adequado ou por erros de planejamento. Essa falha traz um prejuízo financeiro para o negócio que muitas vezes é deixado de lado. A melhor forma de solucionar esse problema é prestar atenção nele e usar mecanismos de controle sobre esses dados.

Um dos modos mais eficientes de combater a ociosidade é por meio da elaboração de um calendário de manutenções preventivas. Afinal, é muito mais inteligente evitar um problema do que ter que concentrar esforços para resolvê-lo posteriormente, quando ele foi maior.

4. Não automatizar os processos

A automação dos processos aumenta o controle sobre as etapas de trabalho e traz mais precisão para a execução das tarefas. Quando a tecnologia não é utilizada, é mais comum que erros aconteçam, como perdas, extravios e desencontro de informações.

Outra vantagem das ferramentas tecnológicas é oferecer o acompanhamento detalhado de cada etapa. Desse modo, é mais fácil encontrar falhas e trabalhar para corrigi-las. A diminuição dos erros humanos também é percebida, já que os sistemas ajudam a apontar o que foi feito de maneira errada.

Além disso, a automação permite que o fluxo de trabalho seja facilitado, pois os acessos aos dados estão em um sistema que pode ser acessado por todos que tiverem permissão. Desse modo, evita-se esperas desnecessárias para que se tenha uma informação relevante de outro setor, pois isso pode ser verificado de forma rápida.

5. Não investir no manuseio e armazenamento seguro de mercadorias

Manter os produtos e materiais que estão sendo transportados em segurança é fundamental para uma empresa de transporte de cargas. A embalagem é um dos fatores que mais influenciam na integridade do produto transportado, sendo que, quando ela não é ideal, a entrega da carga pode ser comprometida.

Desse modo, é imprescindível investir no manuseio e no armazenamento correto dos produtos. Quando as cargas são danificadas, com certeza, o descontentamento dos clientes será grande.

Quando esse cuidado é ignorado, cargas mais frágeis podem chegar ao destino totalmente danificadas, amassadas e impróprias para o uso. Isso traz um prejuízo grande para a empresa responsável pelo transporte.

6. Não apostar na capacitação dos colaboradores

Todos os empreendimentos de área de transporte de cargas precisam investir em capacitação constante da sua equipe. A gestão, mesmo quando ocupada com outras responsabilidades, não deve esquecer do treinamento dos colaboradores, já que isso gera consequências diretas na qualidade do serviço.

Quando há contratação de novos trabalhadores, a capacitação se torna ainda mais relevante, pois eles precisam aprender os processos de maneira correta. Por isso, é fundamental capacitar todos os profissionais que estão envolvidos nos processos por meio de treinamentos específicos e contínuos.

7. Não produzir relatórios para mensurar os resultados

É muito difícil aperfeiçoar os serviços sem medir os resultados. Portanto, criar relatórios para avaliar o desempenho dos processos e detectar pontos fortes e fracos surge como uma ação fundamental dentro do negócio.

Podem ser analisados aspectos como atrasos, danos a mercadorias, perdas e eficiência. Esses indicadores estratégicos ajudam a melhorar a gestão dos seus processos. Não medir esses números é um grande erro, pois eles contribuem para organizar melhor as etapas e qualificar o serviço prestado.

Ao analisar os relatórios, o gestor tem a possibilidade de avaliar resultados e o desempenho do negócio. Desse modo, ele pode investir no fortalecimento de etapas que não estão oferecendo os resultados esperados, além de aprimorar ainda mais os pontos positivos.

Neste artigo, conhecemos alguns erros que as empresas de transporte de cargas devem evitar para que mantenham um serviço de qualidade. É importante ressaltar que uma boa gestão evita erros e promove melhorias no atendimento prestado ao cliente. O resultado disso é o fortalecimento do negócio, aumento do lucro e melhoria na reputação.

Gostou deste artigo? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber mais conteúdos relevantes para a gestão da sua empresa!