A atividade logística é um dos segmentos mais importantes para economia, uma vez que lida com o escoamento da produção. Ao ser responsável por conectar fabricantes e clientes, é fundamental gerenciar bem processos como a carga e descarga de mercadorias.

Com a dependência do modal rodoviário, torna-se cada vez mais importante garantir a integridade dos produtos desde a sua saída da origem até a entrega ao destinatário. Por isso, existem medidas preventivas e corretivas que possibilitam a execução dessa tarefa de forma segura.

Aproveite para conhecer mais sobre o tema neste post. Confira!

Quais são os principais tipos de cargas?

Nas vias brasileiras, é possível encontrar diversos tipos de cargas em transporte para inúmeras finalidades. Por isso, cada categoria apresenta necessidades específicas quanto ao seu acondicionamento, ao seu embarque e desembarque e à movimentação até o destino.

Conheça, a seguir, os tipos mais comuns.

Cargas secas

São as mercadorias não perecíveis, cujo contato com o ambiente externo não causa a sua degradação.

Cargas frigoríficas

São alimentos provenientes das indústrias de laticínios, carnes e congelados que dependem de acomodações frias para manter a conservação dos produtos. Devido à natureza da carga, os trajetos tendem a ser curtos, e a descarga, ágil para não diminuir a temperatura na câmara fria.

Cargas perigosas

São os produtos que oferecem riscos à saúde e ao meio ambiente em caso de vazamentos ou acidentes. Por isso, os caminhões são especiais para impedir o seu contato com o ambiente externo.

Cargas de grande porte

Existem peças e componentes cujas dimensões são um desafio para as empresas de transporte. O seu manuseio requer equipamentos especiais como guindastes e amarração segura para a sua movimentação. Além disso, as autoridades de trânsito devem ser notificadas para permitir a sua circulação em horários específicos, e os caminhões devem ser acompanhados de batedores.

Para lidar com essa demanda diferenciada, busque empresas especializadas e com recursos para garantir que a carga será entregue dentro do planejado.

Como tornar esse processo de carga e descarga mais seguro para a sua empresa?

1. Planeje o processo de embarque e desembarque com antecedência

Atualmente, todos os processos logísticos são integrados, o que garante a disponibilidade de informação sobre o momento da coleta com precisão. Por isso, mantenha a carga a ser enviada em um local separado. Essa medida ajuda a evitar erros nos pedidos e possibilita a sua inspeção antes do início da viagem. Programa-se também quanto aos equipamentos necessários para mover a carga até o caminhão.

As embalagens de pequena dimensão podem ser manuseadas pela equipe de armazém, desde que não haja sobrecarga por esforço físico. Porém, se os produtos estão consolidados em volumes maiores ou estão acomodados em paletes, o ideal é utilizar carrinhos ou até mesmo a empilhadeira para uma movimentação segura.

O mesmo vale com relação à necessidade de içar as mercadorias, como tubos de aço, e o seu acondicionamento e amarração no veículo. Todos esses dados devem estar claramente descritos para que não ocorram atrasos nessa etapa.

2. Redobre os cuidados com produtos perigosos

Existem diversas categorias de veículos de carga para os mais variados tipos de mercadorias. Contudo, existe uma classificação que representa um elevado grau de risco durante o seu transporte.

Estamos falando dos produtos perigosos, que variam desde combustíveis até rejeitos hospitalares. A preocupação com o manuseio e o transporte desse tipo de carga se deve:

  • à possibilidade de acidentes;
  • ao seu impacto no tráfego de veículos;
  • aos danos potenciais ao meio ambiente;
  • ao risco de provocar explosões e incêndios.

Há extensa legislação sobre os cuidados a serem tomados com esse tipo de material exigindo, assim, o treinamento de todos os profissionais envolvidos para aumentar a segurança.

3. Verifique as restrições do trânsito

Com o crescimento constante da frota de carros e a limitação dos locais de estacionamento, o trânsito das metrópoles tem se tornado cada vez mais caótico. Para corrigir essa situação, as cidades têm adotado medidas para restringir o estacionamento de caminhões e veículos de grande porte.

Essa legislação afeta o processo de transportes, pois a movimentação da carga e o seu desembarque devem ocorrer somente em horários pré-determinados. Esse é um desafio para o gestor logístico, que deve planejar a sua operação e programar as entregas considerando as janelas de tempo regulamentadas.

Como a legislação de trânsito determina que a imobilização do veículo deve ocorrer somente pelo tempo estritamente necessário para o embarque e desembarque, o motorista está sujeito à penalização de multa em caso de descumprimento.

4. Treine a equipe de armazém

O primeiro cuidado deve ser proteger a integridade física dos colaboradores, por isso deve-se garantir o fornecimento e a instrução quanto aos equipamentos de proteção individual a ser utilizados.

De acordo com o tipo de mercadoria e a modalidade do veículo utilizado no transporte, as formas de carga e descarga podem mudar. Por exemplo, em caminhões com a carroceria aberta, há necessidade de cobrir os materiais com lona e adotar a sua amarração para evitar a sua movimentação durante o trajeto.

Já os veículos com compartimento de carga fechados são frequentemente utilizados para embalagens que podem ser agrupadas e empilhadas. Com isso, há necessidade de organizar o seu acondicionamento para prevenir que as mercadorias tombem e sejam danificadas.

5. Identifique o tipo de veículo a ser utilizado

Cada tipo de carregamento utiliza veículos específicos que mais se adequam ao tipo de mercadoria a ser transportada. Portanto, a frota utilizada deve refletir essa necessidade, bem como os parâmetros para o embarque e desembarque dos produtos com segurança.

Além disso, é importante observar a distribuição do peso para não sobrecarregar um dos eixos e comprometer o equilíbrio de veículo. Essa é uma situação que pode causar acidentes, principalmente em curvas, por falta de controle.

Para garantir todos esses cuidados, conte com a contratação de uma empresa de serviços logísticos, sempre prezando pela infraestrutura. Assim, é possível assegurar o profissionalismo e cuidado com a carga desde a sua origem até o destino. Portanto, avalie a qualidade na execução das atividades de armazenagem, carga e descarga e transporte da empresa desejada.

Você quer ficar informado sobre as novidades do segmento logístico? Então, assine a nossa newsletter e receba informativos direto no seu e-mail.