Além de causar prejuízos para a empresa, acidentes de trabalho colocam em risco a saúde e a integridade física dos funcionários, assim como afetam a produtividade da equipe. Em vista disso, as organizações precisam tomar medidas para diminuir esses danos, tendo atenção à segurança do trabalho na logística e no transporte, especialmente no descarregamento de caminhões.

De acordo com a Secretaria da Previdência, houve mais de 570 mil acidentes de trabalho no país em 2016. Mesmo que, em comparação com anos anteriores, os números estejam caindo, é responsabilidade dos gestores zelar pela segurança dos trabalhadores e tomar medidas para evitar a ocorrência de sinistros.

Nesse contexto, separamos algumas dicas que podem ajudar você a diminuir os acidentes causados na logística. Continue lendo e assegure que a segurança do setor esteja em dia!

Treine a equipe responsável pelo descarregamento

No transporte de produtos e matérias-primas, o descarregamento inadequado dos caminhões pode levar a acidentes, problemas de saúde e danos ao material. Por isso, é essencial ensinar a equipe a usar adequadamente as ferramentas e os itens de segurança, bem como fornecer treinamentos contínuos sobre segurança do trabalho.

Além de entender sobre o acondicionamento das mercadorias no caminhão, os colaboradores responsáveis devem saber sobre o correto manejo de cada produto e como usar os equipamentos que auxiliam nesse transporte.

Sempre que um novo funcionário entrar no setor, é necessário fornecer uma capacitação inicial sobre todos os procedimentos a serem seguidos e as normas de segurança da empresa. Ademais, o ideal é fazer vistorias e treinamentos periódicos para alinhar e atualizar a equipe, evitando erros por desconhecimento dos processos adequados.

No setor de logística, é relevante ainda treinar motoristas e ajudantes, já que esses funcionários muitas vezes realizam um descarregamento e também precisam seguir as regras de segurança da empresa. Um funcionário com mais experiência nos processos pode ser útil para ajudar a monitorar e amparar outros colaboradores, garantindo a adequação às normas.

Utilize os EPIs adequados para a atividade

Para evitar acidentes de trabalho, uma das medidas primordiais é implantar o correto uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Esses dispositivos de segurança têm a função de proteger a integridade física e saúde dos colaboradores, evitando acidentes e doenças ocupacionais.

Além disso, sua utilização é obrigatória para todas as empresas e atividades que envolvem algum risco para o funcionário, como indústrias, fábricas e também em centros de distribuição. Dessa forma, o uso dos EPIs adequados deve ser uma prioridade para a empresa.

Ainda que haja uma rejeição inicial dos equipamentos pelos colaboradores, vale a pena realizar campanhas e ações de conscientização dos profissionais para que se evite acidentes na logística. Trabalhe para que haja um engajamento da própria equipe e, com isso, tenha uma cobrança natural de uns dos outros pela utilização dos EPIs.

Distribua a carga corretamente no caminhão

Na hora de carregar os caminhões, as mercadorias devem ser organizadas corretamente para evitar tombamento e quebras de itens, diminuindo a chance de prejuízos. A carga deve ser distribuída de maneira uniforme, sem deixar pesos maiores em áreas diferentes da caçamba.

A carga deve ser colocadas no caminhão de maneira que as mercadorias não se movimentem durante o transporte, evitando que os produtos cheguem ao seu destino danificados. Também é importante pensar na melhor forma de organização da carga a fim de facilitar o descarregamento.

Acondicione a carga corretamente

Outro aspecto relevante é o acondicionamento da carga. Os produtos devem ser embalados e empilhados de maneira em que água e umidade sejam evitadas, já que o mofo e os danos causados pela umidade à mercadoria não só causam prejuízos para a empresa, mas também podem comprometer a saúde das pessoas que lidarem com os materiais danificados.

Dessa forma, tenha atenção às embalagens e ao acondicionamento da carga, que deve ser isolada de chuvas e alterações climáticas. Em transportes mais longos, como os que exigem um deslocamento de Norte a Sul, por exemplo, pode ocorrer um fenômeno chamado de “suor de carga”: a cristalização do vapor de água sobre as mercadorias, graças às mudanças de temperatura.

Faça uso de equipamentos que facilitem o descarregamento

Plataforma elevatória Dhollandia – vendida pela Real Furgões

De acordo com o Ministério do Trabalho e a Norma Reguladora (NR) 17, o trabalhador não pode ser submetido ao transporte manual de cargas cujo peso comprometa a sua saúde ou sua segurança. Dessa forma, é importante usar equipamentos que facilitem o descarregamento das mercadorias e diminua a possibilidade de acidentes causados pelo manuseio da carga.

As plataformas elevatórias, por exemplo, otimizam o trabalho e dão mais agilidade à carga e à descarga de mercadorias e, com isso, há uma maior produtividade e um menor risco de avarias. Equipamentos como esse também tornam a movimentação da carga mais segura e evitam problemas de saúde nos funcionários, como dores nas costas e doenças na coluna.

Com essa medida aplicada no dia a dia, haverá menos pedidos de afastamentos por doenças ocupacionais, bem como uma diminuição nos custos com seguros, passivos trabalhistas e perdas de faturamento de produtos.

Assim, além de treinar os colaboradores e ter cuidado com a acondicionamento da carga, é fundamental adquirir equipamentos adequados para evitar acidentes na hora do descarregamento de cargas. Dessa forma, você garante a segurança do trabalho na logística.

Quer saber mais sobre as plataformas elevatórias para veículos e outros equipamentos que ajudam no descarregamento de caminhões? Então, entre em contato com a gente e saiba como nossas soluções para transporte de cargas podem ajudar você!